8 dicas essenciais para elaborar uma planilha de orçamento de obras

Quer criar uma planilha de orçamento de obras eficiente e livre de erros? Confira aqui as oito dicas que preparamos para você!

Quer criar uma planilha de orçamento de obras eficiente e livre de erros? Confira aqui as oito dicas que preparamos para você! (Com uma surpresa no final). 

A planilha de orçamento de obras é um documento fundamental, que precisa ser assertivo para ajudar a evitar prejuízos na sua construtora. O planejamento financeiro é um dos primeiros e mais perigosos passos de um projeto, afinal, um pequeno erro, por menor que seja, pode gerar um grande prejuízo. 

Descubra agora como montar esse documento do zero de maneira eficiente e assertiva, evitando problemas e dores de cabeça na sua gestão de obras. 

Criar uma planilha de orçamento de obras na construção civil depende de confiabilidade, eficiência, experiência, rapidez e precisão. É uma tarefa minuciosa e cheia de detalhes que desafia o profissional que trabalha com prazos cada vez menores. E nem sempre aquilo que foi previsto é o que será realizado. 

Por isso, é fundamental entender as fórmulas, acompanhar o mercado financeiro e manter uma boa comunicação com o escritório, com o canteiro de obras e com o cliente. Pensando em maneiras de otimizar essa tarefa, preparamos aqui algumas dicas para ajudá-lo a encontrar pontos essenciais e elaborar uma planilha de orçamento de obras eficiente e assertiva. Confira no texto a seguir: 

Como elaborar uma planilha de orçamento de obras eficiente?

Para fazer a sua planilha de obras existe uma palavra-chave: captação de dados. O ideal é que você pense na tabela como se fosse um calendário de obras. Incluindo tudo que é necessário comprar, reparar, contratar, investir, enfim, tudo precisa estar presente no documento. 

Assim, realmente, crie o hábito de mexer neste documento. Inclusive, dá para deixar bem acessível. Agora, com isso em mente, descubra quais são as oito dicas que preparamos para você: 

  1. Faça o projeto;
  2. Analise a composição de preço para cada um dos serviços;
  3. Ajuste os custos;
  4. Levante os custos acessórios e indiretos;
  5. Inclua os impostos e determine o lucro almejado;
  6. Calcule e aplique o BDI;
  7. Determine o preço de venda;
  8. Feche a planilha. 

Agora que já conhece as dicas, vamos entender melhor cada uma delas: 

  1. Faça o projeto

Essa etapa inicial é a mais estratégica. Depois de receber todas as informações em relação ao projeto, o orçamentista precisa avaliar com cuidado todos os itens apresentados e começar a montar a planilha de orçamento

Essa fase vai permear toda a obra, sendo necessário realizar ajustes e manter o canteiro de obras, cliente e escritório sempre atualizados e informados em relação às alterações necessárias. 

Um bom planejamento financeiro inclui o controle eficaz e relatórios de acompanhamento para que tudo saia de acordo com o que foi combinado e previsto. Entre as principais recomendações para elaborar uma planilha de orçamento de obras, destacamos: 

  • comparar valores de diferentes prestadores de serviço e fornecedores;
  • planejar a logística e o armazenamento de insumos e materiais de construção;
  • usar tabelas de referência;
  • usar um software de gestão de obras

Ainda de acordo com esse último ponto, use um software de orçamento de obras que tenha facilidades de importar dados de uma planilha em Excel ou em TXT. Geralmente, esses arquivos para importação já têm a otimização da planilha (itens e subitens) e, algumas vezes, os quantitativos de cada um.  

  1. Analise a composição de preço para cada um dos serviços

Essa análise vai depender do orçamentista pesquisar o custo unitário de cada um dos insumos e materiais necessários. A própria empresa pode manter e atualizar uma lista com esses valores. Inclusive, essa é uma prática recomendada por especialistas. 

Mas, caso prefira usar um serviço já existente, basta analisar na internet as bases disponíveis e selecionar a que atende melhor o trabalho, por exemplo: SICRO (DNIT) e SINAPI (CEF)

Aqui, também é importante ressaltar que as composições de preços precisam ser atualizadas constantemente, uma vez que é muito rápida a variação dos procedimentos executivos e das inovações de materiais. 

  1. Ajuste os custos

É muito comum que, ao longo da obra, o orçamentista precise realizar pequenos e médios ajustes na planilha de orçamento, devido a fatores externos e internos. Os custos de serviços e de materiais podem sofrer alguma variação caso processos de contratação atrasem, ou caso haja a necessidade de adquirir algum equipamento que não tenha sido previsto. 

Também é necessário levar em consideração a inadimplência de fornecedores e prestadores de serviço. Em sua avaliação financeira, encontre cada passo para que o fluxo de caixa não fique defasado. Essas previsões podem ajudar em uma possível gestão de crise. 

Para conseguir manter o controle, uma forma bem fácil e prática é acompanhar o trabalho usando um software de gestão de obras. Ele auxiliará na previsão geral de todo o trabalho, controlando as informações e ajustando as necessidades. 

  1. Levante os custos necessários e indiretos

Para ter uma boa planilha de obras é fundamental considerar os custos indiretos. Isso quer dizer, aqueles que não são assimilados diretamente com a realização de uma construção, como, por exemplo: 

  • automóvel;
  • escritório;
  • mão de obra qualificada;
  • impostos e taxas. 

Caso contrário, a sua planilha de orçamento de obras não estará completa, e sim,incompatível com os custos finais do projeto. O que vai afetar diretamente a lucratividade da sua empresa. 

  1. Inclua os impostos e determine o lucro almejado

É importante apontar a relevância em uma planilha de obras confiável e precisa. Nesta fase, inclusive, entra em cena o BDI (Bonificação e Despesas Indiretas), já falamos sobre o tema no blog, confira aqui. É a partir das etapas anteriores que é possível avaliar a planilha de orçamento com total convicção dos valores expressos. 

Qualquer trabalho de orçamento precisa considerar todos os elementos que, direta ou indiretamente, influenciam no preço final do projeto. 

  1. Calcule e aplique o BDI

O BDI representa o rateio dos custos das obras não discriminados na Planilha de Quantidades e Preços Unitário (definidos como Custos Indiretos) aplicado sobre os Custos Unitários Diretos dos Serviços. É importante saber realizar o cálculo depois de conhecer o projeto, sua localização e com dados próprios de cada empresa. 

Ele também ajuda na avaliação orçamentária dos lucros e na descrição do que não está relacionado ao custo direto da obra. É uma taxa que é adicionada para cobrir as despesas indiretas que o construtor tem, mais o risco do empreendimento, as despesas financeiras envolvidas, os tributos vindos da operação, eventuais despesas de comercialização e também o lucro do empreendedor. 

  1. Determine o preço de venda

Saber estabelecer o preço final de um projeto na construção civil não é fácil. Isso porque a sua classificação sofre com interferência direta na percepção do mercado, na movimentação dos concorrentes e na própria demanda do comprador. Por isso, preste atenção às regras do seu nicho. 

Alguns fatores podem causar mudanças no preço como a prática dos concorrentes ou a requisição dos consumidores,e por essa razão, ele precisa estar sempre adequado às regras do mercado. Leve em consideração: 

  • gastos variáveis, impostos, comissões e gastos com entrega;
  • custo do serviço/ produto e o custo de matérias primas totais;
  • margem de lucro;
  • gastos fixos, isto é, o custo que cada unidade do produto precisa gerar, para que a organização consiga pagar todas as suas despesas. 

Assim, a sua empresa vai estar imunizada e mais segura contra os imprevistos que interferem no valor final do projeto, mancham a reputação da organização e atrapalham diretamente na lucratividade e no desenvolvimento da sua marca no mercado. 

  1. Feche a planilha

A última dica aqui é realizar um exercício prático e muito simples, que consiste em rever os pontos desenvolvidos. Esse é o momento que muitas pessoas já não estão mais prestando tanta atenção. Por isso, se possível, faça essa revisão depois de ter descansado um pouco, ou até feito outras tarefas, para voltar com um olhar menos viciado. 

Lembre-se que a dica anterior, de um software de gestão de obras para ajudar na produção do seu orçamento, é muito importante. Principalmente no contexto mercadológico em que vivemos. 

Através desse tipo de solução a inserção e também e revisão dos valores são tarefas mais confiáveis e rápidas. Um simples investimento que se converte em resultados de verdade para a elaboração de uma planilha competitiva

Por isso, não se atenha aos desafios de criar a sua própria planilha sozinho. Cabe à sua equipe a identificação de soluções significativas para qualificar o trabalho, além do envolvimento do seu time com a construção. 

Dessa forma, é fundamental encontrar conhecimento para adquirir mais experiência e sempre se manter em contato com as principais notícias do setor da construção civil. 

Dica extra: Use a planilha de orçamento de obras do Obra Prima

Essa dica extra é para simplificar todo o processo de montar uma planilha de orçamento de obras: use o modelo pronto e gratuito do Obra Prima!

Você pode fazer o download do nosso modelo clicando na imagem abaixo: 

Usar um modelo pronto facilita e agiliza todo o processo. Afinal, essa é uma tarefa que demanda tempo, concentração e constante aprimoramento.

Aproveite a experiência e a qualidade da nossa planilha! O Obra Prima já está em contato com mais de 1000 construtoras e está por dentro das principais necessidades e dores dessas empresas. 

Dessa maneira, você não precisa passar por todo o processo de descobrir o que falta na sua planilha e ir melhorando ela aos poucos. O nosso modelo já está pronto e vai atender a todas as suas necessidades. 

Entre as vantagens que você vai aproveitar usando a nossa planilha de orçamento de obras, podemos destacar:

  • Faça o orçamento de custo e venda;
  • Precificação por material e por mão de obra;
  • Evite o prejuízo ao final do projeto com um orçamento muito mais assertivo;
  • Agilize o processo de criação do orçamento. 

Fazer orçamentos mais eficazes e precisos é algo que demanda tempo. Porém, implica diretamente no resultado dos seus projetos. Pensando nisso, elaboramos essa planilha de orçamento de obra para você montar esse documento com mais facilidade e agilidade, aumentando a lucratividade e o sucesso das suas construções. 

Determine os valores de custo e quantidades para calcular o Orçamento de Custo. Informe a margem de lucro para chegar ao seu orçamento de venda e viva uma rotina muito menos complicada na construção civil. 

Sabemos que ter o total controle das construções é uma tarefa muito complexa, mas não precisa ser! Hoje em dia, já existem sistemas de gestão que podem ajudar em toda a organização das suas obras. Seja financeiramente ou de maneira prática. 

Se você ainda não conhece o Obra Prima, mas quer ter o controle total de maneira simples, clique na imagem abaixo, marque uma demonstração gratuita e sem compromisso para conhecer o nosso sistema e comece a aproveitar: 

Com o Obra Prima você terá uma visão completa da sua empresa em qualquer lugar! Troque as planilhas e controles manuais por um sistema integrado e simples. Ajudamos desde as suas estratégias para conquistar novos clientes até no dia a dia das atividades na construção civil. 

Você não vai acreditar como a sua vida pode ser mais simples. 

Gostou dessas dicas para montar a sua planilha de orçamento de obras? Então, acompanhe o blog do Obra Prima, estamos sempre compartilhando muitos conteúdos exclusivos como este. 

Se você ainda não segue, siga também a nossa conta no Instagram, lá tem muita novidade, dicas e materiais interessantes para a sua rotina no mundo da construção civil. 

Aproveite para ouvir os episódios do nosso podcast, o Obra Cast, são muitas conversas sobre os temas mais relevantes do setor. Clique na imagem abaixo e dê o play: 

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.