Gestão de obras: será que você não está pagando muito caro nos materiais de construção?

Gastar muito com materiais de construção é um problema. Negociação e análises são essenciais para evitar gastos desnecessários.
Pagando caro demais nos materiais de construção?
Pagando caro demais nos materiais de construção?

Comprar materiais de construção economizando pode ser um diferencial essencial para aumentar a lucratividade e otimizar a gestão de obras. Descubra como sua construtora pode escapar dos altos custos.

Controle de custos e gestão de compras é um tema essencial a ser debatido por construtoras que desejam economizar na hora de adquirir materiais para as obras. 

Na pressa de dar início às obras, muitas construtoras recorrem imediatamente a fornecedores e parceiros com os quais já estão acostumados. 

Ainda que exista a segurança de já conhecer os serviços, nem sempre essa é a melhor opção.

Parceiros e fornecedores de confiança são importantes, mas recorrer imediatamente a eles pode significar pagar mais caro em materiais.

Economizar na construção civil exige pesquisa e negociação. Preços e prazos mudam frequentemente, de dia em dia e de loja em loja.

  1. Será que sua construtora não está pagando um preço mais alto por materiais de construção que encontraria mais barato no mercado? 
  2. Será que oportunidades de negociação não estão sendo perdidas? 
  3. Sua pesquisa está sendo eficiente? 
  4. Seu controle de quantidade de materiais é bom?

Pensar na resposta dessas perguntas pode ajudar as construtoras a melhorar a gestão financeira dos projetos, gerar economia na compra de materiais e melhorar a lucratividade da obra.

Quer saber como não cair nas ciladas das compras com pressa e não pagar mais caro que o necessário nos materiais? 

É possível, a gente mostra.

Compra de materiais de construção: como não pagar mais caro

Conseguir os melhores custos para os materiais de construção pode ser mais fácil do que as construtoras imaginam. 

Existem algumas dicas que podem ajudar muito no processo de compras. Acompanhe as principais aqui:

Investimento em tecnologia

Tecnologia é sempre a melhor aliada das construtoras na hora de otimizar qualquer processo. 

A possibilidade de automação e interação entre departamentos reduz muito a chance de erros e com o departamento de compras não é diferente.

Softwares como o oferecido pelo Obra Prima trazem diversos benefícios para o departamento de compras. 

software de gestão de obra

Oferecer um suporte tecnológico em que se possa controlar o fluxo de caixa linkado à entrada e saída de estoque e, na mesma plataforma, uma área para comunicação com fornecedores auxilia muito a reduzir atrasos, erros nas compras e evitar altos custos.

Pesquisa, pesquisa e pesquisa

Contar apenas com os fornecedores com os quais sempre trabalha pode ser bom por saber o que esperar e poder confiar que o que foi comprado seja entregue, mas também pode gerar gastos maiores.

Pesquisar preços no mercado, comparar valores, observar históricos de custos daquele fornecedor e verificar quanto cobram os fornecedores da sua concorrência pode trazer boas surpresas.

Muitas vezes a construtora nem terá que trocar de fornecedor para conseguir melhores preços, já que tem dados para negociar com maior firmeza.

Fazer uma análise quantitativa e qualitativa

Existe sempre a necessidade de analisar a qualidade dos materiais e quantidades no momento de escolher os produtos a serem comprados. 

Essa não é uma relação de custo-benefício, esse tópico vem depois, mas eles estão intimamente relacionados.

Quando falamos em análise quantitativa e qualitativa o que estamos pintando é a seguinte situação:

Imagine realizar a compra de latas de tinta para pintar um quarto. 

Pelos cálculos, comprando uma tinta com alta qualidade de cobertura exige comprar 6 latas de tinta. 

No entanto, o custo dessa lata é alto e existe uma alternativa mais barata.

A alternativa mais barata tem uma boa cobertura, mas não tão boa quanto a primeira opção. 

Ainda assim, sairia mais barato comprar 9 latas da segunda opção.

A análise feita é exatamente essa: qual quantidade será necessária para cada qualidade de produto. 

Neste momento, não se pensa em custos, mas faz-se um levantamento para, depois pesquisar valores.

Custo-benefício em primeiro lugar

Com a análise qualitativa e quantitativa em mãos, é hora de analisar o custo-benefício. 

Agora sim é o momento de verificar qual a melhor opção: buscar o produto com valor mais baixo ou focar 100% em qualidade.

A decisão pode ser difícil, mas o essencial é sempre pensar em todos os aspectos envolvidos. 

Como falamos no exemplo da tinta, é possível conseguir a mesma qualidade com uma quantidade maior de outro produto e ainda assim pagar mais barato.

Nesse caso, você ainda tem que avaliar, para garantir o benefício esperado, que o cronograma inclua tempo suficiente para fazer a segunda camada de pintura e que a hora extra do trabalhador não eliminará a economia feita na compra, por exemplo.

Negociação é sempre bem vinda

Com todos os dados sobre quantidade, qualidade e preços de produtos, uma pesquisa bem desenvolvida e o suporte das tecnologias, é hora de negociar. 

Não é sempre que isso significa conseguir descontos, ainda que eles sejam possíveis, principalmente para grandes quantidades de materiais, mas ao menos melhores prazos de pagamento ou parcelamentos é possível obter.

Não tenha medo de buscar as melhores oportunidades para as compras de materiais de construção de sua obra.

Os impactos do custo alto para a construtora

Uma construtora pode ter diversas obras em execução ao mesmo tempo, vários novos contratos sendo fechado, ainda assim terá apenas um caixa. 

Por esse motivo, cuidar do fluxo de dinheiro com muita atenção é essencial.

As compras de materiais de construção têm um grande impacto no financeiro e nesse fluxo. 

Se os custos para uma obra são muito altos e não deixam recursos para a compra de materiais para os demais, para pagamentos de fornecedores ou para o pagamento dos trabalhadores a construtora terá problemas.

Perder o controle dos recursos financeiros por causa de uma compra realizada às pressas e sem atenção pode causar uma série de prejuízos para a construtora.

Busque sempre soluções para melhorar a gestão de compras de materiais de construção e lembre-se de cuidar, também, dos orçamentos de obras com cuidado para evitar surpresas.

Quer saber como evitar riscos para o financeiro da construtora? A Obra Prima, seus conteúdos exclusivos e seu software de gestão de obras podem te de ajudar.

Software de gestão de obras

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.