3 termos da construção civil que mais confundem clientes

A construção civil está cheia de jargões que só você entende. Por isso, é necessário traduzir de forma efetiva o seu mundo para o cliente.
termos da construção civil
termos da construção civil

Algumas palavrinhas comuns para o construtor são uma armadilha na hora de se comunicar com o cliente. Veja como melhorar o relacionamento e evitar confusões!

Quando o cliente pergunta como está a obra, você prontamente responde. Mas ele nem sempre entende o que você quer dizer. Acaba não conseguindo imaginar em que fase está a obra.

Isso é um grande problema para você!

O tempo que perde tentando explicar termos técnicos poderia ser investido na resolução de outros desafios de gestão da construtora.

Como, então, resolver isso?

Vamos mostrar a você como o cliente pode compreender de forma incorreta alguns termos e como é possível ajudá-los a imaginar o que realmente acontece na obra.

Para dar conta de uma obra e executá-la, é preciso de um especialista. Mas, para entender o andamento, não. É sua missão ajudar o cliente a conquistar a compreensão dos termos técnicos.

Se o contratante deseja ter um escritório para guardar todos os seus livros, é aconselhável que seja um espaço com pé-direito alto. E você precisa conduzi-lo a entender isso.

Traduza o seu mundo para o cliente e veja como o relacionamento e a comunicação ficarão melhores!

3 termos da construção civil que mais confundem o cliente

Existe uma lista infinita de palavras que compõem o jargão da construção civil. Mas algumas realmente confundem o cliente. Apesar de uma ou outra serem mais populares, pode ser que exista ainda quem não as conheça, principalmente, se estiver lidando com a primeira obra.

Vamos ver a seguir algumas situações que podem acontecer?

1 – Tirar o prumo

Para fazer um muro ou uma parede, é preciso tirar o prumo. Mas você sabia que o cliente pode entender o seguinte:

É necessário perder o juízo para erguer paredes.

Tirar o prumo, pode ser compreendido como perdê-lo. Para quem não sabe que existe uma ferramenta com esse nome, fica fácil se perder na imaginação.

Então, exemplique!

Mostre que o prumo ajuda a manter um ângulo de 90º entre a parede e o chão. Ou seja, faz com que ela fique reta. O que facilita muito na hora de planejar móveis ou instalar floreiras em muros. Afinal, o cliente não quer que os móveis fiquem tortos. Então, esse é um cuidado necessário.

2 – Pé-direito

Por falar em prumo, você sabe o que ele tem a ver com o pé-direito? Essa expressão que designa a altura do chão ao teto só existe no Brasil.

O que se sabe da história do termo é que, na época em que o país era uma colônia de Portugal, arquitetos e engenheiros usavam estacas de madeira para sustentar e dar altura ao teto. Naquele tempo, pé também significava árvore. E direito seria o adjetivo usado para afirmar que as estacas estava no prumo, com ângulo de 90º em relação ao chão.

Outra história vem da compreensão do termo “pé” como uma unidade de medida. Já a palavra direito ajudaria a compor essa conjunção, dando o sentido de “medida certa” para a altura do teto.

Conte essa história para o cliente e ele jamais pensará nos próprios pés quando você usar esse termo!

3 – Pilotis, pilar, pilastra, viga

Tudo isso é a mesma coisa para o cliente. Se você disser que fará uma viga, ele não entenderá que essa estrutura serve para sustentar grandes pesos transversais, ou seja, ela fica na horizontal, dando estrutura à laje. O que em uma futura reforma, comprometeria os planos do cliente para realizar um open concept.

Então, é um termo que precisa ficar claro para poder ser negociado com o contratante. As vigas, geralmente são apoiadas em um pilar, que também pode receber o nome de pilastra, desde que sejam uma estrutura longilínea posicionada na vertical. Já pilotis, é um tipo de estrutura semelhante ao pilar, feita para sustentar grandes pesos.

Sabemos que explicar isso em palavras para o cliente, é meio complicado. Melhor seria enviar algumas imagens. Afinal elas alimentam, de forma mais concreta, a imaginação do dia a dia da obra.

Com um sistema de gestão da construtora, que facilite a comunicação, você descomplica essas explicações e as deixa sempre registradas para futuras consultas do cliente. No whatsapp, muitas vezes a informação se perde: é deletada ou fica arquivada.

Invista na comunicação com seu cliente ao contar histórias e usar a tecnologia a seu favor! O Obra Prima pode lhe ajudar nessa missão.

Experimente o Obra Prima a faça a prova real! Assim, você confere os resultados que o Obra Prima pode oferecer para a sua construtora!

Funcionalidades do sistema Obra Prima
Funcionalidades do sistema Obra Prima

Experimente o sistema Obra Prima!

Conheça o software que vai ajudar você a organizar as suas obras e conquistar mais clientes!

Receba conteúdos exclusivos sobre Construção Civil

Fique por dentro de tudo o que acontece na Construção Civil com a melhor newsletter do setor.