5 dicas para melhorar o controle de obras em 2024

Compartilhe nosso conteúdo

O ano está começando! Esse é o momento para pensar nas melhores soluções para o controle de obras da sua construtora. 

O controle de obras eficiente no dia a dia é fundamental para o sucesso da construtora. As ações de gestão têm um grande impacto nos resultados do negócio. Mas, mesmo assim, muitas vezes eles não são vistos e nem tratados como prioridade. Porém, a atenção dos profissionais e das empresas em relação a esse tema tem crescido significativamente nos últimos anos. 

Por isso, é essencial saber o que é, de fato, o planejamento e o controle de obras, para assim entender quais são as principais dicas para realizar um bom trabalho dentro da sua construtora. Afinal, os erros nesse sentido causam prejuízos e, quando somados, podem até provocar consequências mais graves. 

Para aproveitar o começo do ano e a previsão de crescimento do mercado da construção civil, as pequenas e médias construtoras que desejam expandir junto, precisam de um plano de controle de obras muito bem elaborado. 

Acompanhe o texto a seguir e confira as dicas que preparamos para você construir um ano cheio de sucesso e crescimento! 

O que é controle de obras? 

Antes das dicas, vamos entender o que é o controle de obras. 

A principal finalidade é a prevenção de inconformidades e riscos. Não só isso, como também tem o objetivo de potencializar os aspectos positivos e controlar os negativos da construção de projetos, tanto para clientes quanto para as construtoras. Tudo isso levando em conta as políticas internas da construtora e as leis vigentes no lugar em que a obra irá acontecer. 

Através de um planejamento completo e detalhado, os profissionais responsáveis por essa atividade conseguem ter uma visão completa e real da construção, otimizando o alicerce para tomar decisões consistentes ao longo de todo o projeto e realização da obra. 

Com isso, se torna fundamental que os profissionais responsáveis por cada uma das etapas do planejamento conheçam bem as particularidades do setor e sejam capazes de realizar a gestão das tarefas e pendências de maneira otimizada e eficaz. 

Confira a seguir as cinco dicas para realizar um controle de obras eficiente:

5 dicas para um controle de obras eficiente

Já deu para entender o que é o controle de obras e qual a sua importância para o sucesso e crescimento da sua construtora. Então, vamos para as dicas: 

1. Bom planejamento físico-financeiro de obras

Toda obra precisa de um planejamento físico-financeiro que deve ser realizado nos primeiros momentos. Este documento fornece uma visão geral e inclui questões relacionadas a prazos e obrigações, além de orçamento destinado a contratação de serviços e compra de insumos e materiais. 

Dessa maneira, para otimizar o processo de controle de obras, é ideal dividir este primeiro passo em alguns processos diferentes:

  • Primeiro, monte um orçamento: Todos os custos relacionados com a obra precisam estar presentes neste documento – os diretos (mão de obra e insumos) e também os indiretos (administração geral). Nesta etapa, é necessário criar uma lista com todas as atividades previstas e atuar no levantamento das quantidades. 
  • Segundo, planejamento e controle de obras: Planejar é antecipar, evitando problemas e imprevistos e, dessa maneira, otimizar também a produtividade. É importante incluir todas as fases da construção, a duração de cada uma delas, as datas de começo e fim, os materiais e os serviços. 

Não deixe de levar em consideração todas as etapas ligadas com o canteiro de obras e aos projetos estruturais, hidráulicos, arquitetônicos, emergenciais e ambientais. Garanta que tudo esteja registrado e seja distribuído para os responsáveis. 

Leia também: 

Cronograma físico-financeiro de obra: vantagens dessa ferramenta

2. Determine o escopo da obra

O escopo é a determinação das entregas do projeto, além de elencar quais dos itens não se encaixam nesta definição. Nesta fase, são estabelecidos parâmetros como: 

  • Características dos entregáveis do projeto;
  • Parâmetros para a aceitação;
  • Premissas e restrições;
  • Stakeholders do empreendimento;
  • Estimativas de prazos e preços;
  • Estrutura Analítica do Projeto (EAP);
  • Objetivos do projeto;
  • Requisitos envolvidos;
  • Riscos e oportunidades;
  • Características e sistemas construtivos. 

O primeiro passo aqui é determinar quais itens pertencem e quais não estão relacionados com a realização do projeto para elaborar o planejamento e o controle de obras. Os times de projetos precisam adequar o programa de necessidades e ajustar os sistemas construtivos. 

3. Faça uma boa gestão de suprimentos

A gestão de suprimentos relaciona-se de maneira direta com todas as outras fases de uma construção (time, cronograma, produtividade, entre outros). Assim, realizar a gestão de suprimentos é planejar como serão adquiridos os serviços e produtos vitais para o andamento eficiente da obra. 

4. Controle o fluxo de caixa

O fluxo de caixa está ligado diretamente com o gerenciamento financeiro da sua construtora. Nele estão disponíveis as entradas e as saídas dos recursos financeiros ao longo do tempo. Ou seja, projeta-se as despesas, saldos e receitas que atuam sobre uma atividade determinada ao longo de um período. 

Dessa forma, o controle do fluxo de caixa é uma estratégia organizada para acompanhar as movimentações financeiras e tomar decisões estratégicas. Por isso, os dados obtidos também podem servir de parâmetro para outras construções parecidas no futuro da construtora, otimizando todo o processo de planejamento e controle de obras. 

5. Monitore o desempenho da construção

É necessário dedicar um bom tempo para o planejamento da construção. Porém, essa não é a única preocupação, também é fundamental monitorar e acompanhar as atividades, afinal, somente mensurando os resultados obtidos é possível realizar paralelos entre aquilo que foi planejado e o que foi de fato realizado. 

Avaliar as estimativas e previsões é essencial para a construtora, porque só a partir dessas análises é possível constatar os gargalos em obras e, assim, gerar um bom banco de informações. 

Dica Extra: contrate um software de gestão de obras

Por fim, para melhorar de verdade o seu controle na construção é muito importante contratar um software de gestão de obras! Essa ferramenta proporcionará melhorias gerais na sua construtora e na gestão de cada uma das suas obras. 

Conheça o melhor sistema de gerenciamento para pequenas e médias construtoras: O Obra Prima! Para agendar uma demonstração gratuita e sem compromisso, clique na imagem abaixo e descubra todas as funções e vantagens do nosso software: 

Então, para ter acesso a mais conteúdos como este, acompanhe o nosso blog, estamos sempre com novidades! Siga também o Obra Prima no Instagram!

Pesquisar matéria

Quer transformar sua gestão de obras?

Experimente o sistema Obra Prima!

Quer transformar sua gestão de obras?

Conte com o Obra Prima

Experimente o sistema Obra Prima!

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Morbi in quam aliquet, eleifend neque vitae, interdum lorem. Pellentesque rutrum urna